Administrando crisese pessoaos nas redes sociais

Crises pessoais em redes sociais. Como administrar?

Como administrar crises pessiais nas redes sociais e evitar o desgaste da sua imagem
Crises nas Redes Sociais

Não raramente vemos crises pessoais em redes sociais ganharem uma repercussão até mesmo mundial, principalmente quando envolvem celebridades. Mas se este não é seu caso, a preocupação persiste, pois um problema desses pode causar sérios estragos na sua reputação digital. Já imaginou um Headhunter ou parceiro comercial em potencial vendo um festival de baixarias na sua timeline?

Quando falamos de marketing pessoal, essas crises pessoais nas redes sociais podem provocar um grande estrago na sua reputação online, destruindo um trabalho árduo em torno da criação da sua imagem pessoal na Internet.

Não se engane, as crises nas redes sociais são como Miojo, você inevitavelmente vai encarar uma, e por isso é melhor se prevenir. Abaixo, deixo cinco dicas de ouro sobre como proceder em uma situação dessas para não deixar o problema ganhar proporções incontroláveis.

Em primeiro lugar evite Haters e Trollers

Os Haters são indivíduos mal resolvidos que frequentam as mídias sociais com o único objetivo de provocar discussões e provocar outros participantes. Conteúdo que é bom, nada. Por isso, evite adicionar esse tipo de perfil às suas redes sociais, porque além de não acrescentarem nada, ainda são uma fonte inesgotável de crises nas redes sociais. Também são conhecidos como Trollers.

Trollar – Um troll, na gíria da internet, designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas.

A primeira interação é fundamental

Uma vez identificada a crise, não a ignore e tente resolvê-la o mais rápido e prontamente possível, mesmo que a resposta seja “vamos analisar o caso”. Deixar um questionamento sem resposta é um erro crasso. No caso dos trollers, uma ação inicial bem pontual as vezes estanca o problema, já que muitas das vezes eles só querem uma migalha de atenção. Só não se esqueça de resolver mesmo o problema, pois, se não, ele volta com força redobrada.

Tente resolver o problema off-line

A primeira regra em termos de administração de imagem nas redes sociais é nunca se envolver em discussões públicas, barracos, bate-boca online e outros tipos de baixaria. Por isso, em uma situação de crise nas mídias sociais, tente levar a discussão para fora do ambiente das redes sociais, preferencialmente para o telefone, e resolva a questão por lá. Não faz o mínimo sentido dar publicidade a esse tipo de problema, a não ser que seja uma questão de falta de entendimento por parte do detrator. Nesse caso você pode entrar elucidando a questão e ainda faturar em cima disso.

Prepare um flood de timeline

Essa é uma técnica de administração de crises em redes sociais muito eficiente tanto para o mundo corporativo quanto no caso de crises pessoais em redes sociais. Tenha sempre uma lista de postagens de alto engajamento guardada em seu arsenal de guerra. Se o pivô da crise insistir em trollar, inunde seu timeline com postagens indiferentes ao problema e de alto engajamento, para tirar o personagem de cena na sua timeline.

Bloqueie o indivíduo

A maioria das redes sociais oferece a opção de bloqueio de perfis e mensagens. Se você tentou resolver a questão online e off-line e não de certo, bloqueie o perfil e seu acesso de leitura e postagens na timeline. Você não é obrigado a ouvir asneiras e muito menos expor o seu público a esse tipo de bobagem. Administrar crises pessoais em redes sociais também é saber poupar o seu público do indesejável.

Fazer marketing pessoal na Internet não é apenas uma questão de cultivar bons relacionamentos e produzir conteúdo relevante. As crises pessoais em redes sociais são uma realidade a ser encarada neste processo e é necessário muito de savoir faire para sair-se bem.

Crises pessoais em redes sociais
Avalie o artigo
PUBLICIDADE