Facebook desafia LinkedIn com quadro de vagas de emprego

Facebook desafia LinkedIn com quadro de vagas de emprego

Facebook desafia LinkedIn com quadro de vagas de empregoA fome do Facebook por novos mercados e serviços parece ser insaciável. Ao perceber o sucesso do LinkedIn, o Facebook está planejando também “entrar no mercado” dos relacionamentos corporativo.

Segundo informações recolhidas no Mashable, um site de referência na área de redes sociais, tudo indica que nos próximos meses o Facebook lançara seu “Quadro de Empregos”.

A ideia é divulgar vagas de trabalho em empresas parceiras por meio de uma página diferenciada. Três companhias que já utilizam o site com este propósito estariam envolvidas no projeto, a BranchOut, Work4 Lab e Jobvite. Se cuida LinkedIn!

Segundo o Mashable, uma fonte ligada ao Facebook detalhou o projeto ao Dow Jones. Ao que tudo indica, o LinkedIn pode ficar tranquilo, pois o Facebook não tem intenção de se transformar em uma rede social focada em business. Pelo contrário.

A ideia é apenas adicionar mais uma opção a uma rede social que fica cada vez mais completa. No entanto, como o Facebook já é preferido por muitos usuários e empregadores se comparado ao LinkedIn, isso pode sim significar uma queda no site dedicado aos negócios.

A resposta do Linkedin

Ao que tudo indica, o LinkedIn, percebendo a manobra da turma de Mark Zuckerberg, antecipou seu projeto de reestruturação e lançou imediatamente algumas mudanças que já estavam sendo feitas, mas que só seriam implementadas no meio do segundo semestre. Pelo que fimos, ficou clara a intenção do LinkedIn de deixar mais “sociável” sua rede.

Não ficou claro se a exibição das vagas de emprego será feita no feed de notícias ou em uma aba separada, e nem mesmo se o serviço estará disponível em todos os países. Tudo ainda está no plano das especulações. De qualquer forma, a expectativa é de que, até o fim de 2012, tudo se torne oficial e comece a funcionar. É esperar para ver.

Facebook versus LinkedIn. Facebook prepara ofensiva na área de redes sociais voltadas para relacionamentos profissionais.

Mais um elemento dessa história é que recentemente, o Ministério do Trabalho dos EUA fechou uma parceria com o Facebook para a criação de um portal destinado à busca de empregos, oferecendo vagas de trabalho e cursos profissionalizantes. Além disso, o Facebook se comprometeu a realizar pesquisas sobre mercado, empresas, redes sociais e faculdades. Tudo bem o DNA do Facebook, mas obviamente com um potencial comercial incrível.

Fica a informação e vale o acompanhamento. Será que o Facebook irá realmente desafiar o LinkedIn em sua própria área? Pelo sim ou pelo não, é aconselhável fazer uma revisão em sua estratégia de marketing pessoal no Facebook para não ser pego de surpresa. Vamos estar acompanhando essa história de perto e qualquer mudança a gente publica por aqui.

Assine nosso Boletim Informaivo e fique atualizado(a). #FicaADica

Facebook versus LinkedIn
Avalie o artigo
PUBLICIDADE