As maneiras mais erradas de usar o LinkedIn

As maneiras mais erradas de usar o LinkedIn

As maneiras mais erradas de usar o LinkedInPresente em mais de 200 países, o LinkedIn representa um ótimo suporte na busca de empregos. A rede de negócios já soma mais de 200 milhões de usuários. Contudo, isso não significa que não há melhorias que possam ser feitas.

A colunista da revista Forbes, Cheryl Conner, em seu último artigo, elencou alguns dos problemas mais comuns na forma como as pessoas usam o LinkedIn, principalmente no que diz respeito à configuração da conta. Ela destaca, por exemplo, que uma ferramenta do LinkedIn que é vista com maus olhos por inúmeros usuários é a de notificações automáticas.

Para Cheryl, é melhor que certas atualizações de perfil não cheguem na caixa de entrada de toda a rede de amigos. Por exemplo, seu atual chefe não precisa ficar sabendo que você está à procura de um novo trabalho. E quem gosta de receber e-mails com alerta de aniversário?

Para findar frustrações como essas, Conner foi atrás dos conselhos de Wayne Breitbarth, “consultor de LinkedIn” (sim, isso existe!) e autor do livro “The Power Formula for LinkedIn Success” (“A Fórmula do Poder Para o Sucesso no LinkedIn”, em português). De acordo com Breitbarth, existem cinco erros de configurações do LinkedIn que a maioria das pessoas comete. São eles:

E-mails de grupos

Como somos nós quem controlamos de quais grupos recebemos notificações por e-mails e também a frequência deles, devemos refletir um pouco e selecionar os que são mais importantes para não lotarmos nossa caixa de entrada. Pergunte-se: “perder alguma notícia deste grupo me deixaria louco?” Desse modo, será mais fácil escolher de quais notificações devemos nos desapegar.

Atualizações de status fúteis

É comum termos amigos nas redes sociais que gostam de compartilhar os mais simples e desnecessários detalhes sobre seu cotidiano. No LinkedIn, há o botão “esconder”, para excluir tais mensagens do seu feed de notícias. Dê tchau às atualizações de quem confunde a conta do LinkedIn com um perfil no Twitter ou com sua timeline no Facebook.

Mudanças no perfil

É importante que as pessoas tomem conhecimento de suas últimas atualizações. Porém, no momento em que for reorganizar suas informações, é indicado desligar as transmissões de atividades nas “configurações”, pois nem tudo que você edita em sua conta merece terminar na caixa de entrada da sua rede de amigos.

Conexões

A premissa é que suas conexões de primeiro grau vejam suas outras conexões de primeiro grau e, embora muitas pessoas queiram esconder tais conexões dos amigos, esse é um padrão comum das redes sociais. É graças a ele que novas conexões são feitas e que as pessoas continuem usando o LinkedIn. Mas quem quiser restringir o acesso às conexões, pode fazê-lo em “configurações”.

Marca e foto em “quem visitou seu perfil”

Algumas pessoas conseguem deixar foto, nome e nome da empresa em “quem visitou o seu perfil”. Geralmente, elas adicionam esses detalhes para aumentar a exposição de sua marca. Se você gostaria de mudar, mesmo que temporariamente, a maneira de como é visto nos perfis dos outros, basta ir em “configurações”.

Aproveite o começo do ano para se certificar de que suas configurações estão como deveriam, pensando sempre na eficácia e na proteção da sua conta no LinkedIn.

Fonte: Portal Administradores

As maneiras mais erradas de usar o LinkedIn
5 (100%) 4 votes