Mudanças no Linkedin. O que muda na plataforma e suas funcionalidades.

Mudanças no Linkedin

As mudanças no Linkedin começaram. Esta semana uma nova página inicial foi lançada com várias alterações no layout e alguns recursos novos e a empresa anuncia que as mudanças não param por ai. Apresentar uma interface mais limpa e atualizações facilitadas são, aparentemente, os objetivos da empresa com o redesign da visualização de perfis neste primeiro momento. Ao que tudo indica, as mudanças no Linkedin visam deixá-lo mais parecido com o Facebook e Google+.

Mudanças no Linkedin. O que muda na plataforma de rede social voltada para o relacionamento no mundo dos negócios?
Mudanças no Linkedin

Novas funcionalidade são a grande mudança no Linkedin

Embora o que seja mais visível em termos de mudanças no Linkedin neste primeiro momento sejam as mudanças no aspecto visual, as novas funcionalidades são na verdade o objetivo estrutural dessas alterações. Agora, somente o conteúdo recomendado para cada usuário pelos contatos será exibido. Os cadastrados também podem optar por ver todas as atualizações, caso prefiram.

Uma outra mudança em termos de usabilidade é que agora as pessoas também poderão explorar novos artigos sem terem que sair da página inicial, configurando o fluxo de atualizações para que ele mostre o conteúdo “LinkedIn Today” .

Mudanças no Linkedin visam conteúdo

Ao que tudo indica essas mudanças no Linkedin visam agregar mais conteúdo à ferramenta que atualmente já conta com mais de 160 milhões de membros e é referência mundial como rede social voltada para relacionamentos profissionais. Com as mudanças apresentadas, parece que o foco da empresa será também oferecer mais conteúdo para o mundo corporativo.

O novo posicionamento estratégico do Linkedin parece ser consequencia de uma visão mais comercial do negócio, que estaria obrigando a plataforma a diversificar seu conteúdo como forma de criar outras fontes de receita para o site. De acordo com Alberto Valle, consultor na área de marketing digital e mídias sociais da equipe do Curso de E-commerce, as mudanças podem gerar maior exposição para o site. “O Linkedin sempre foi uma rede social muito fechada em termos de conteúdo, o que dificultava de certa forma a criação de oportunidades publicitárias e com essas mudanças a empresa terá mais conteúdo e consequentemente se tornará mais atrativa para as agências de marketing online.” afirmou o consultor.

Para o consultor, as mudanças também visam criar um ambiente mais descontraido. “O Linkedin, até mesmo pela sua proposta, sempre teve um ambiente mas fechado e formal, e com as atuais mudanças tenta trazer um pouco mais de relacionamento pessoal para a plataforma, que afinas de contas é o objetivo do networking.” acredita Alberto.

Entre os novos recursos está a possibilidade de “Gostar” da publicação de amigos, além de comentá-las, uma nítida “colada” do botão Curtir do Facebook que tanto sucesso tem feito nas mídias sociais.

Como a empresa garante que as mudanças no LinkedIn não param por ai, resta agora esperarmos pelos próximos anúncios.

 

Mudanças no Linkedin
Avalie o artigo
PUBLICIDADE