Redes sociais como ferramentas de networking

Redes sociais como ferramentas de networking

Redes sociais como ferramentas de networkingAs redes sociais possibilitaram uma revolução na relação entre as pessoas, tornando a comunicação mais dinâmica, as ações pessoais cada vez mais públicas e as barreiras cada vez menores. Mais recentemente, as empresas passaram a redescobrir o uso das redes sociais, buscando maneiras de se aproximar do público e até mesmo as utilizando como ferramenta de recrutamento. Para as pessoas, esse passo das empresas faz de sites como Facebook, Twitter e LinkedIn novos locais de networking.

Para Paulo Sergio de Souza Correa, headhunter da Eleva Consultoria, muitas empresas usam as redes sociais como fonte de mais informações sobre os profissionais que desejam contratar. “Pressupõe-se que tudo que é postado nas redes é público e foi escrito pelo dono da conta. Então, de certa forma, ele expressa sua maneira de ver o mundo, suas crenças, seus valores e parte de seu comportamento através delas”, comenta, em entrevista ao Noticenter. A consultora de marketing Camila Renaux confirma: as pesquisas apontam que os recrutadores conferem as redes sociais em busca do que chama de “comportamentos inadequados” na internet. “É curioso notar que não existem parâmetros aplicáveis a todos os casos para que um comportamento seja considerado inadequado, isso depende da cultura da empresa, da percepção de quem avalia e até mesmo da área de atuação do candidato”, explica Camila.

O quanto o comportamento do candidato na internet afeta na escolha é variável, revela Paulo Sergio. Para o recrutador, quanto mais próximo o perfil da pessoa na internet for do perfil apresentado na entrevista de emprego, melhor. Nesse sentido, Camila aconselha o simples: seja você mesmo. “Na minha opinião, não é necessário ser radical e manter perfis completamente profissionais e sérios, mas é possível evitar comentários preconceituosos, excesso de exposição e brincadeiras ofensivas”. A consultora ressalta também que não existem somente lados negativos no uso das mídias, pois o conteúdo publicado pela pessoa pode ser também uma ferramenta expressiva de marketing pessoal.

As redes sociais como aliadas na busca pelo emprego

Para Camila, as redes sociais, além de favorecerem o networking, são canais de compartilhamento de informação, e que se usadas corretamente podem contar pontos para o candidato. “Manter um blog sobre determinado assunto, por exemplo, pode causar uma boa impressão, pois é um projeto pessoal que demanda tempo e exige dedicação e disciplina”, comenta a consultora.

Também são opções interessantes as redes sociais voltadas especialmente para uso profissional, como o LinkedIn  ou até mesmo o Slideshare, onde você compartilha conteúdo. Camila também ressalta a importância de manter um perfil atualizado e bem cuidado, com foto, descrições completas e bom uso do português. “Uma sugestão é fazer uso de aplicações como o Klout e o Reppler, ambos com objetivo de mensurar a influência nas redes sociais através de temas frequentes nas postagens”, sinaliza. Para ela, o lema é um só: você é o que você compartilha.

No lado das empresas, o recrutador da Eleva comenta que a grande maioria das empresas de recrutamento divulgam suas vagas nas redes sociais também, mas nem sempre estão prontas para a demanda gerada. “Muitas não tem sistemas e processos adequados para receber estas candidaturas e não possuem condições operacionais para dar retorno aos candidatos. Isso pode prejudicar a imagem da empresa no mercado”, explica.

Outra prática realizada pelas empresas que pode ser mal vista pelos candidatos é o exagero de informações e excesso de marcações, segundo Camila. Ela conta que, para as empresas, o primeiro passo é definir os objetivos de atuação nas redes, para que as estratégias tenham consistência. “É muito comum que as organizações utilizem esses espaços para estarem onde o público alvo está, visto que 97% dos internautas brasileiros possuem pelo menos um perfil em alguma mídia social”, sinaliza.

A consultora ressalta que as próprias redes sociais possuem ferramentas que auxiliam a divulgação das empresas. O LinkedIn possui anúncios segmentados, enquanto Facebook e Twitter propiciam que as pessoas aumentem o alcance das publicações através dos compartilhamentos e marcações. “As redes sociais são canais de relacionamento e de diálogo facilitado entre empresas e candidatos, uma via de mão dupla”, finaliza Camila.

Com informações do Noticenter

Redes sociais e networking
Avalie o artigo
PUBLICIDADE